Teste Especial para Julie Yu

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Poseidon em 27/07/12, 07:49 pm

Primeira Parte

ΨΨΨ

A praia era um desnível em relação ao solo do acampamento, sendo dividida por um paredão de pedras. Julie estava sentada na areia, fitando o horizonte e se questionando o porque de estar ali.

- Ei, pai ou mãe, se vai aparecer, peço que seja logo.

A garota levantou-se e andou até a água, deixando-a envolver seus calcanhares e sentindo-se incrível! Pedia encarecidamente por uma resposta.

- Me mande um gesto, um sinal...

Julie olhou para o mar refletindo a luz do crepúsculo por alguns instantes, mas nada além de uma onda da altura da garota mudou na paisagem, então ela virou-se, desconsolada. Andou um pouco em direção ao paredão de pedras no fundo da praia sem perceber que a velocidade do vento aumentava. Ela respirou fundo e ouviu outra onda quebrar com um pouco de mais força, fechando os olhos para refletir por alguns instantes. Quando os abriu novamente, o panorama havia mudado: o céu escurecera, as nuvens despejavam algumas gotas sobre o rosto da campista e o mar estava violento.

- Mas o que...? - A semideusa franziu a testa -

Uma onda de três metros de altura avançou até a areia, quase alcançando a menina, que se assustou com a mudança repentina do tempo e começou a dar passos para trás. O mar parecia buscar Julie, que agora havia se virado e andava lentamente até o paredão. A segunda onda veio fortíssima e ainda mais alta, alcançando a garota, derrubando-a e puxando-a na direção do mar.

Ah! - Gritou quando começou a ser arrastada - Alguém? Socorro!

Ela conseguiu se levantar e tentou correr, mas a água (que ia na altura do joelho) a puxava, fazendo-a sentir que estava movendo-se rapidamente sem sequer sair do lugar. Ela gritou mais uma vez, mas um trovão fez mais barulho, tornando o pedido de ajuda inútil. Era caótico! Quando, novamente, a água baixou, a menina correu em direção ao paredão, mas uma onda enorme a alcançou e embebeu, derrubando-a e fazendo-a bater a cabeça no chão com violência.

A menina desmaiou!

Acordou com a visão desfocada, sem ter certeza de quanto tempo havia se passado, de onde estava e nem do que eram os vultos que a envolviam, mas após ter se acostumado com o ambiente, constatou: náiades! Três moças cuidavam da semideusa, que estava deitada nas profundezas do oceano, onde peixes passavam ao lado da garota naturalmente. Julie sentou-se e tentou falar, mas uma das náiades tapou sua boca rapidamente antes que pudesse abri-la.

- Não! - Advertiu-lhe - Estás em outro local! Não podes respirar aqui...

A menina deu de ombros, como que perguntando como poderia, então, estar ali sem ter morrido, levando a criatura a continuar:

- Tens em tuas narinas algas impermeáveis que produzem oxigênio, por isso respiras. Calma!

Julie deitou novamente, ouvindo a náiade.

- Não podemos deixar-te aqui. Quem se afoga no mar deve lá morrer, mas algo em ti nos chamou a atenção. Agora, deves escapar! Levanta e nada até a superfície, lá, tens de encontrar teu rumo.

A menina, então, subiu e, na superfície, tirou as algas das narinas. Deu de cara com um inacabável mar aberto.

ΨΨΨ


Código:
♦ Descreva com detalhes a sensação que lhe trespassou quando a água envolveu teus calcanhares

♦ Período na praia: Crepúsculo / Temperatura: 20 graus Celsius

♦ Descreva com detalhes a sensação que lhe trespassou quando começou o caos na praia

♦ Descreva as náiades e a surpresa de acordar no fundo do mar

♦ A parte principal: com coerência e criatividade, saia do mar aberto e chegue em terra firme. O ponto obrigatório é não poder retornar no Acampamento Meio-Sangue.

♦ Período no mar aberto: Noite / Temperatura: 15 graus Celsius / Lembrar que, à noite, a visão é prejudicada.

♦ Este não é o teste inteiro, apenas a primeira parte. A faça com coerência e boa gramática para um resultado positivo. Quando terminar a primeira parte neste mesmo tópico, começarei a segunda, que também será postada aqui.

♦ Não haverá nem um mínimo, nem um máximo de linhas, mas procure ser coerente e completa na narrativa. Lembre-se: neste primeiro momento, meu objetivo é conhecer sua escrita e avaliar seus conceitos básicos.

♦ O limite para postagem é até o dia 06/08/2012. Caso não possa postar dentro desse prazo, avise-me por MP.

avatar
Poseidon
ADM's
ADM's

Mensagens : 124
Data de inscrição : 22/06/2012
Localização : Monte Olimpo

Dados Pessoais
Level: ∞
Vida:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Energia:
99999999/99999999  (99999999/99999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Julie Yu em 31/07/12, 05:49 pm

A praia era um desnível em relação ao solo do acampamento, sendo dividida por um paredão de pedras. Eu estava sentada na areia, fitando o horizonte e me questionando o porque de estar ali.
- Ei, pai ou mãe, se vai aparecer, peço que seja logo. - Pedi.
Esperei alguma resposta sentindo-me uma idiota ao falar sozinha com o mar. Me levantei e andei um pouco em direção à água, assim que a primeira onda alcançou meus calcanhares, pude sentir algo diferente. O mar, o horizonte e a brisa a acalmavam e quanto mais eu olhava para o oceano, mais paz e tranquilidade eu era capaz de obter. Definitivamente, era como chegar ao ponto mais calmo da vida. Eu estava em plena paz, mas podia sentir uma tristeza no meu peito, quem sabe seria saudade? E do mesmo jeito, eu pedi novamente:
-Me mande um gesto, um sinal...
O clima naquele dia era úmido, mas não muito quente,típico clima litorâneo. Ouvi a última onda quebrar e saí da água em direção ao paredão de pedras. Fiquei encarando o horizonte e decidi fechar os olhos.
Abri os olhos e levei um susto. Em tão pouco tempo o cenário da praia mudara. As nuvens despejavam minúsculas gotas de chuva, o céu estava escuro e notei que as ondas quebravam com muita intensidade e o vento estava forte.
- Mas o que...? – Perguntei franzindo a testa.
Uma onda gigantesca quase me atingiu em cheio, fui indo para trás, mas parecia que o mar estava me perseguindo. Nisso, a segunda onda chegou, mais forte e mais devastadora, levando-me para o oceano. Tentei correr, mas a água me envolvia novamente, fazendo meus passos serem em vão.
Ah! – Gritei, inutilmente - Alguém? Socorro!
Nesse momento já sabia que algo estava errado, eu não devia estar ali, mas agora que estava, teria de aguentar as consequências. Comecei a gritar, obviamente estava desesperada, mas com esses trovões, minha voz parecia não existir. Depois de várias tentativas fracassadas, estava quase alcançando o paredão até uma nova onda me atingir, apenas fechei os olhos e esperei que aquele pesadelo acabasse e tudo escureceu.
Pensei que estava morta, sabia que a morte não era como os mortais achavam, achei que estava morta no Mundo Inferior esperando para ser julgada pelos 3 juízes.
Não sei por quanto tempo adormeci, minha visão estava desfocada, portanto, esperei e olhei ao redor e pude perceber três coisas ao meu redor... Eram náiades! Elas estavam sorrindo gentilmente e pelo que notei, estavam cuidando de mim. Me puseram deitada e eu as fiquei observando, os cabelos ondulavam com o movimento na água, parecendo comportados e sedosos. Quis saber o segredo para manter o cabelo tão brilhante e formoso, mas achei que isso não vinha ao caso. E antes que eu perguntasse alguma coisa, uma das náiades tampou minha boca, me proibindo de abrir o bico.
- Não! - Advertiu-lhe - Estás em outro local! Não podes respirar aqui...
Dei de ombros, sem entender como eu podia estar viva. Acho que a náiade que tampou minha boca entendeu, porque logo em seguida, disse:
- Tens em tuas narinas algas impermeáveis que produzem oxigênio, por isso respiras. Calma!
Nessa altura eu já estava sentada, mas me forcei a deitar-me novamente.
- Não podemos deixar-te aqui. Quem se afoga no mar deve lá morrer, mas algo em ti nos chamou a atenção. Agora, deves escapar! Levanta e nada até a superfície, lá, tens de encontrar teu rumo.
Eu estava assustada. O que estava errado em mim que me obrigaria a fugir? Nadei até a superfície, pensando nas possibilidades. Assim que encontro ar, vejo nada mais que o mar. Desnorteada, fui nadando mais adiante, mesmo sem saber para onde me destinava. Depois de um tempo consigo ver a areia e sair da água, com a roupa toda encharcada, dando passos pesados e sentindo-me exausta, tanto fisicamente quanto mentalmente. Era como ter participado de uma maratona e feito um longo teste de matemática logo em seguida.
O sol já se pôs e faz frio de 15ºC na praia, não consigo saber exatamente o ponto certo da minha localização e nem ao menos ter senso de direção, olho para os lados buscando pelo meu único lar seguro, o Acampamento Meio-Sangue e parece-me que a vista é a mesma, sinto-me mais confusa e desnorteada do que momentos antes dentro da água. Vou caminhando um pouco mais, esperando por ajuda até que avisto um sinal de vida, um formato humano caminhando em minha direção e solto um longo suspiro por saber que não estou sozinha, mas sem saber se aquela presença era maligna ou não...
avatar
Julie Yu

Mensagens : 7
Data de inscrição : 27/07/2012
Idade : 18
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Dados Pessoais
Level: 1
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Poseidon em 02/08/12, 10:36 pm

Segunda Parte

ΨΨΨ

Julie nadou até uma ilha que a salvara da morte por hipotermia estando no lugar e hora corretos e, ao chegar, andou alguns passos atrás de sinais de vida, mas nada achou. Após explorar um pouco mais da orla sem obter quaisquer sinais, a garota voltou-se para a mata densa e altíssima pela qual deveria passar para começar a explorar a ilha, e foi aí que levou um susto: um vulto parado, escorado numa das árvores, parecia lhe fitar profundamente. A menina apertou os olhos mas não conseguiu ver nada. Precisava saber quem estava ali, se era ou não amistoso e quais eram suas intenções, portanto, começou a falar:

Código:
♦ Julie, nesta parte você deve iniciar um diálogo com o vulto, faço isso com três intuitos: o primeiro é checar sua fala, avaliando registro da oralidade, estilo da fala e outros tópicos. O segundo é testar sua eficácia, afinal, fazer a pergunta errada ou exclamar algo que não deveria pode afastar o vulto, que é sua única fonte de informação ali (ou trazê-lo mais pra perto, o que pode não ser muito bom). O terceiro e último intuito é que estou planejando começar um novo estilo de passar testes, e gostaria que você me ajudasse a desenvolvê-lo!

♦ Seu objetivo é iniciar uma conversação. Neste primeiro momento, faça apenas UMA pergunta ou afirmação, deixando que o vulto responda-a no próximo post. Será um diálogo ao longo do qual deves extrair as informações que deseje obter; este será a segunda parte do teste.

♦ Pense bem na sua fala e boa sorte!
avatar
Poseidon
ADM's
ADM's

Mensagens : 124
Data de inscrição : 22/06/2012
Localização : Monte Olimpo

Dados Pessoais
Level: ∞
Vida:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Energia:
99999999/99999999  (99999999/99999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Julie Yu em 03/08/12, 06:07 pm

-Oi... Quem é você? Você pode me ajudar? Eu preciso achar meu caminho de volta! Ao o acampamento e... – Nesse momento o vulto já fora andando para trás ao mencionar a palavra ”acampamento” e à medida que eu me aproximava fazia ele aumentar a velocidade, quase tropeçando entre algumas pedras. – Olha, eu não quis assustar você, eu só quero ir para casa, ver meus amigos, minha família. Me ajude, por favor.
avatar
Julie Yu

Mensagens : 7
Data de inscrição : 27/07/2012
Idade : 18
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Dados Pessoais
Level: 1
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Poseidon em 03/08/12, 06:20 pm

-Oi... Quem é você? Você pode me ajudar? Eu preciso achar meu caminho de volta! Ao acampamento e...

- Acampamento? Oh, graças aos deuses!!! - Exclamou uma voz fina e claramente assustada - Você é a nossa salvação... Qual... Qual é o seu nome, garotinha?

Quando se fez visível, um ciclope apareceu sob a luz da lua com feições desesperadas e um tom de súplica no olhar.

Código:
♦ Julie, lembre-se sempre: você é uma AGENTE DA MISSÃO, e não a narradora! As ações dos outros personagens bem como os acontecimentos da missão são decididos e narrados por mim; sua parte restringe-se ao seu personagem, narrando-a a intenção e esperando para ver as consequências do movimento. Por essa razão, a narração do personagem afastando-se de ti foi desconsiderada, sendo válida apenas a postada por mim

♦ Continue o diálogo do modo que achar que deve continuar, lembrando-se que é notável a feição de súplica do ciclope.
avatar
Poseidon
ADM's
ADM's

Mensagens : 124
Data de inscrição : 22/06/2012
Localização : Monte Olimpo

Dados Pessoais
Level: ∞
Vida:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Energia:
99999999/99999999  (99999999/99999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Julie Yu em 03/08/12, 10:19 pm

Ao se deparar com a criatura, ficou surpresa mas tentou neutralizar sua expressão quase que de imediatamente para que o ciclope não sentisse seu medo, aprendera bem em certas situações. Ficou um bom tempo olhando para o monstro e lembrou de várias histórias, de como os ciclopes podem ser traiçoeiros, e finalmente disse:

- O que vocês querem? Salvação de que? O que aconteceu? Onde estou? – eram tantas perguntas que a cada vez que perguntava, surgiam outras novas. Sentia a mente alerta e confusa, como se fosse um aviso para o perigo.

- Eu preciso sair daqui. – disse o ciclope em tom piedoso – Preciso voltar para casa... Por favor, me leve para fora daqui.

- Onde você quer chegar? Que lugar é esse? – Perguntou.

- Eu também não sei, cheguei aqui há muito tempo, pareceu deserto até uns tempos e até você chegar! O que você tem aí? Você veio de navio? Porque seria mui... - a garota não o deixou terminar de falar, prevendo suas intenções e interveio:

- Não, não cheguei até aqui de navio. Aqui parece um lugar bem habitado para parecer deserto... Qual o seu nome?

- Meu nome é Robert. – disse, já impaciente – Quer ver onde eu me abriguei esse tempo todo?

“Robert? Isso é nome de ciclope? Ele poderia ser mais cheiroso e parecido com o Pattinson pelo menos!”, pensou Julie.

Juntos foram caminhando até chegarem a um monte de pedras, aquela mini-montanha devia medir pelo menos uns 7 metros enão estava sendo limpa há um bom tempo pelo cheiro podre de carne crua e pela aparência suja e abandonada. Deram a volta e logo percebeu que do outro lado haviam duas cabanas, ao menos, pareciam cabanas. Até aí, a criatura parou para ver a expressão de Julie, mas ela seguiu adiante com firmeza, porém desconfiança, vendo as tais cabanas mais de perto e quando se aproximou de uma das paredes pôde perceber marcas que mais pareciam arranhões e decifrou uma mensagem cravada com uma algo afiado avisando “Cuidado” seguidos de alguns rabiscos ilegíveis. No mesmo momento, ouviu-se um grunhido e a única coisa que conseguiu pensar foi “Oh-oh, tarde demais.”, enfim percebeu que era uma armadilha.

Robert agora estava atrás de Julie, sorrindo, e ela só conseguiu sussurrar para si mesma o quão besta ela foi. Olhou para a cabana novamente e viu a porta se abrir. De lá, saíram mais dois ciclopes, ambos altos e fedorentos de um olho só, e da outra cabana vinham mais três. A garota caiu numa cilada e percebeu que era tarde demais para recuar.
- Mas olhe só, uma meio-sangue aqui entre nós. Que honra tê-la por aqui, pena que sua estadia durará muito pouco... – Disse um dos ciclopes com olhar malicioso que surgiu da primeira cabana.

- O que...? O que vocês querem de mim? – perguntou Julie sem saber o que estava sentindo.

- Eu pedi ajuda, você me ajudou. Pedi para nos tirar daqui mas veja, eu menti, não estava sozinho, mas o que queremos de você? Ah, como assim? Você será nosso jantar! - disse o ciclope.

Os outros ciclopes riram de animação.

- Eu não vou ser o jantar de vocês. Existem várias coisas para alimentá-los, frutas, animais, frutos do mar! Eu posso me virar muito bem para ir embora e fingir que nada aconteceu. - sugeriu julie

- Pobre humana, tão ingênua! Ha-ha, não querida, não somos assim. Não negociamos com humanos e ainda mais com semideuses que possuem o odor e gosto mais saciáveis... uma delícia. – Disse Robert quase babando.

O tempo era curto, Julie sabia disso. Mesmo se sentindo traída e uma tola, precisava pensar e agir antes de parar no estômago de algum monstro, mas como lutar contra seis grandalhões fedendo a peixe? Não tinha nenhuma arma, nada para se defender ou atacar, até observar mais a área e ter um plano.

- Sabem, você podem ter outros meios de conseguir comida... a mãe de vocês nunca ensinou que mentir é feio? – Disse ela.

Todos os ciclopes caíram na gargalhada em uníssono. A risada de um deles já era horrorosa, juntando mais cinco rindo em coro parecia música de fundo de filme de terror. Isso a irritou.

- Garotinha, vivemos sozinhos mas hoje em dia quase ninguém sobrevive assim, não é mesmo? A prova quase morta disso é você. – Falou sorrindo o terceiro ciclope da segunda cabana.

- Vamos tentar fazer um trato. Um de vocês me acompanham enquanto eu vou caçar, se eu não voltar com nenhuma caça nas mãos, vocês me matam e se eu conseguir, eu vou embora. Fechado?

Houve um silêncio. Talvez os ciclopes estivessem contando o tempo que isso iria durar ou pensando em me queimar viva ou simplesmente pensando em como iriam pensar. Houve murmúrios de desconfiança e por fim a resposta:

- Tudo bem, Robert se encarrega de você. Volte em meia hora. – Disse o segundo ciclope da primeira cabana.

- Apenas meia hora? Nesse tempo não consigo nem saber onde devo chegar para caçar! Me dê 90 minutos. – Disse Julie com um sorriso malicioso.

- Fechado!

Sem acreditar em como os ciclopes são fúteis, Julie foi andando em direção á praia, pegou um galho retorcido grande que encontrou perto de uma àrvore e o utilizou como bengala. Sem saber para onde ir, olhou para o mar e lembrou do que tinha acontecido antes de chegar ali. Foi uma leve recordação até encarar as ondas novamente, olhou para a praia e de relance para o ciclope ao seu lado. Acertou-o com o galho na região do estômago e saiu correndo pela areia quente aos seus pés sob um sol de 32ºC. Com certeza estava suada, cansada e o plano dela agora já não parecia tão seguro já que o ciclope não hesitou em gritar chamando por seus companheiros, porém, estava determinada a sobreviver de qualquer forma. Os ciclopes foram aparecendo e as cercando, tendo a praia como única saída de emergência disponível para ela. Seu plano funcionou, mas os ciclopes chegavam cada vez mais perto e teve de reunir todas as suas forças para pedir silenciosamente: “Pai ou mãe, se puder... me ajude, por favor.”

De imediato, nada aconteceu. Esperou mais um pouco mas nenhum sinal de ajuda estava presente. A menina agora teria de se virar sozinha ou seria o prato da noite. Foi aí que a raiva atingiu seu ponto máximo, sentiu-se abandonada e tomada por ira, checou mais uma vez o paraíso dos ciclopes até avistar um ponto flutuante não muito distante da areia... Uma canoa! Mas havia outro problema, não teria como chegar na canoa sem ser pega por um dos seis monstros, e se não fosse, de um jeito ou de outro alcançariam a canoa. Estava quase desistindo, até tocar a água e aquela velha sensação de paz voltar, mas não, Julie não buscava apenas pela paz agora, ela buscava pela canoa, pelos ciclopes mortos ou afastados dela.

Foi então que o impossível aconteceu, as águas foram criando ondas mais densas aos poucos, a água salgada foi chegando mais perto dos ciclopes, que não acharam grande coisa pois estavam ocupados demais sorrindo e pensando em como a cozinhariam, esse momento fez com que a garota libertasse sua verdadeira raiva fazendo a água responder ao seu temperamento e jorrar em todos os seis ciclopes numa onda de metros. Ela não fazia ideia de como isso havia acontecido, e nem de como o caminho até a canoa estava totalmente seco, sem pingar uma gota d’água nela, no entanto, molhando a todos que a cercavam. Sem hesitar depois disso, ela saiu correndo em direção à canoa e se preparou para fugir quando as águas baixassem. Assim que isso aconteceu, de longe ouvia os gritos insanos dos ciclopes praguejando e urrando, agora, já sem o banquete principal. A meina não se intimidou em esconder o que sentia e agradeceu “Pelos deuses do Olimpo!” indo em direção ao desconhecido.
avatar
Julie Yu

Mensagens : 7
Data de inscrição : 27/07/2012
Idade : 18
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Dados Pessoais
Level: 1
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Poseidon em 04/08/12, 12:08 pm

Código:
Julie, da última vez eu te avisei que você deveria postar apenas a sua fala, mas você me contou uma história na qual as suas ações e as do ciclope eram descritas. Quanto a isso, eu lhe dei outra chance, passando-a para a próxima fase mesmo que não tivesse cumprido a regra da missão. Obviamente, não deixei de te avisar diversas vezes para prestar muita atenção na observação que eu fizera: você é uma AGENTE DA MISSÃO e não uma narradora, sendo que este último papel cabe a mim!
Continuei a missão com outra fala do ciclope e, como você sabe, meu objetivo era ver se você saberia extrair as informações que gostaria de obter dele; para isso, seria necessária apenas uma postagem com um travessão seguido de uma fala de duas ou três linhas e a espera pela resposta; ao invés disso você, novamente, postou sua fala (como deveria) seguida da fala do ciclope, ações e um enredo, o que não é o que lhe foi pedido!
Como acredito muito no teu potencial e sei que o problema não é a criatividade, vou lhe dar uma última chance, mas, por favor, preste muita atenção no que lhe é pedido!!! Quem decide o rumo da história é o narrador (no caso, eu), portanto, por favor, limite-se a uma fala de cada vez, pois é este o objetivo desta parte da missão.
avatar
Poseidon
ADM's
ADM's

Mensagens : 124
Data de inscrição : 22/06/2012
Localização : Monte Olimpo

Dados Pessoais
Level: ∞
Vida:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Energia:
99999999/99999999  (99999999/99999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Poseidon em 04/08/12, 02:27 pm

- O que vocês querem? Salvação de que? O que aconteceu? Onde estou?

- Oh, mocinha... Você está na ilha de Poseidon! Eu não sei o que aconteceu, mas você chegou aqui e é do acampamento, isso é o que importa! Somos de muitas espécies: centauros, sátiros, ninfas, ciclopes... Praticamente tudo que você pode imaginar! - Começou a explicar o ciclope, que parecia aflito e desesperado - Há muito tempo vivemos em harmonia, sem nenhum problema, e, honestamente, achei que nunca teríamos; mas daí apareceram as crias do submundo. São várias pestes, espécies horríveis, até mesmo aqueles da sua espécie: a humana! Eles têm aterrorizado nossas vidas ultimamente e não sabemos mais o que fazer... Você precisa nos ajudar!!!

Código:
♦ Julie, serei objetivo: apenas uma fala, ok? Digite apenas uma fala, sem ações, sem histórias, apenas uma fala (aquela que você achar apropriada). A ação que você quer e espera virá depois, mas preciso que você siga as ordens desta parte da missão. Não sei se haverá outra chance se falhar aqui, pois é simples e não há como errar.

♦ Responda o ciclope.
avatar
Poseidon
ADM's
ADM's

Mensagens : 124
Data de inscrição : 22/06/2012
Localização : Monte Olimpo

Dados Pessoais
Level: ∞
Vida:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Energia:
99999999/99999999  (99999999/99999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Julie Yu em 04/08/12, 03:56 pm

- Mas o que vocês querem? O que aconteceu? Como posso sair daqui?
avatar
Julie Yu

Mensagens : 7
Data de inscrição : 27/07/2012
Idade : 18
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Dados Pessoais
Level: 1
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Poseidon em 05/08/12, 09:29 pm

- Não sabemos muito bem como eles vieram parar aqui, mas estão destruindo o centro da ilha, os monumentos, as estátuas... Precisamos de sua ajuda! - O ciclope abaixou a cabeça, entristecendo-se subitamente - Mas você não quer nos ajudar... - Levantou a cabeça e olhou para a menina com seu único olho marejado de lágrimas - ... A mocinha quer ir embora...
avatar
Poseidon
ADM's
ADM's

Mensagens : 124
Data de inscrição : 22/06/2012
Localização : Monte Olimpo

Dados Pessoais
Level: ∞
Vida:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Energia:
99999999/99999999  (99999999/99999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Julie Yu em 06/08/12, 07:34 pm

-Bem... Não! Não é isso. Eu apenas quero ir para casa, ver meus amigos, apenas quero que tudo volte ao normal. Não sei nem como ajudar vocês.
avatar
Julie Yu

Mensagens : 7
Data de inscrição : 27/07/2012
Idade : 18
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Dados Pessoais
Level: 1
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Poseidon em 07/08/12, 10:14 pm

- Bom, mocinha... Você pode escolher! Pode tentar voltar a nado: vire suas costas e siga. Ou nos ajude: eu te levo até a nossa vila, onde as crias do submundo estão destruindo nossos monumentos. Você é do acampamento, tem treinamento, pode combatê-los.

Código:
♦ Escolha
avatar
Poseidon
ADM's
ADM's

Mensagens : 124
Data de inscrição : 22/06/2012
Localização : Monte Olimpo

Dados Pessoais
Level: ∞
Vida:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Energia:
99999999/99999999  (99999999/99999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Julie Yu em 08/08/12, 03:02 pm

- Ok. E-eu... eu ajudo vocês!
avatar
Julie Yu

Mensagens : 7
Data de inscrição : 27/07/2012
Idade : 18
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Dados Pessoais
Level: 1
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Poseidon em 08/08/12, 11:56 pm

-Oh! Graças aos deuses!!! - Exclamou o ciclope, olhando para os céus e abrindo os braços, como numa prece - Vamos, então...

Terceira Parte

ΨΨΨ

O habitante da ilha agarrou Julie pelo pulso e começou a puxá-la mata adentro. O local era muito escuro, mas ainda eram identificáveis os olhos dos animais selvagens que ali viviam a espreitar quem andasse pelo território, o que fez a menina sentir um calafrio enquanto era conduzida para sabem os deuses onde. Após vários minutos de caminhada, tropeços em raízes de árvores e perguntas não respondidas, os dois indivíduos chegaram onde a mata abria: um vilarejo em chamas com diversas referências e estátuas homenageando Poseidon e seus símbolos. Parecia a praça central de uma vila, onde quatro lagos artificiais cercavam caminhos, todos eles levando ao centro do local, onde três seres não identificados tentavam derrubar uma grande estátua de bronze do deus dos mares.

- Ali estão eles...- Disse o ciclope à menina, com timbre aterrorizado -
- Sério? Três? Vocês não são... Tipo... Centenas de moradores?
- Sim, mas nenhum com preparo ou coragem para enfrentar eles, além de que somos muito pacíficos.
- Ah... Bom... As vezes tanta paz só resulta em mais destruição...

O ciclope fez uma pausa, e continuou em seguida:

- Vai lá, mocinha, e salva a gente... Por favor... - Era penante o olhar do morador da ilha - Tem aqueles dois ajudantes do humano, mas ele é que é o chefe! - O ciclope checou sua tanga e desamarrou algo, entregando isto à Julie: era uma faca - Não sei usar, mas a mocinha deve saber.

Julie olhou melhor para as figuras e viu que havia uma dracaena e um telquine cercando um moço de uns 17 anos, que ria maleficamente enquanto martelava os calcanhares do Poseidon de bronze. A garota levantou-se e andou até um dos quatro caminhos que levavam ao centro da praça.

Código:
♦ Bem vinda a terceira fase, Julie, está cada vez mais perto de terminar seu teste!

♦ Conte a história que foi narrada até aqui, mas sob seu ponto de vista.

♦ Ao chegar no caminho, fale ou faça algo para chamar a atenção dos invasores.

♦ Podes usar a faca que lhe foi dada e os elementos do cenário, que é um vilarejo no meio de uma selva, logo estes não passarão de um galho pontudo ou um pedaço de tronco, por exemplo.

♦ Você pode tentar conversar, partir para a violência, incitar os moradores, etc. A primeira ação será sua. Mas lembre-se de narrar APENAS A SUA PARTE, na qual sua intenção deve ser retratada sem descrever o que o inimigo fez a seguir nem o que aconteceu.

♦ Uma cena de batalha tem dois lados e ambos podem surpreender ao outro, portanto, não descreva suas ações como se você estivesse acima do bem e do mal. Resumindo: seja coerente.

♦ Você tem até o dia 25/08.

♦ Boa sorte!
avatar
Poseidon
ADM's
ADM's

Mensagens : 124
Data de inscrição : 22/06/2012
Localização : Monte Olimpo

Dados Pessoais
Level: ∞
Vida:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Energia:
99999999/99999999  (99999999/99999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Julie Yu em 11/08/12, 09:42 pm

Me arrependi assim que resolvi ajudar o ciclope, parecia que seu temperamento mudou de triste de dar dó para irritado e frustrado. Pura bipolaridade. Ele foi me arrastando para a mata enquanto eu lhe fazia perguntas sem respostas em troca, olhei em volta e notei olhares me fitando em meio aos troncos das árvores, aquilo não me surpreendeu, o que me surpreendeu foi quando eu finalmente cheguei ao local onde o ciclope morava.
Se os humanos eram incríveis pelos prédios, atos de honra e aquela besteira toda que fazem, os ciclopes deixavam eles no chinelo sendo mil vezes mais incríveis em termos de adoração. Estátuas de mármore, fachadas, tapetes e tudo o que você pode pensar e que caiba o nome "Poseidon" ou um tridente. Alguns objetos decorativos ou estavam cravados com o nome do deus dos mares, possuía um tridente ou ondas. Parei para observar o local e reparei que três criaturas no qual eu não identifiquei tentavam empurrar uma estátua gigante de Poseidon, enquanto isso, conversa rolava solta e um dos ciclopes me entregou uma faca dizendo-me que ele não sabia manuseá-la, mas que eu deveria saber. Enquanto eu verificava a faca em minhas mãos, reparei que um telquine e uma dracaena estavam em volta de um garoto que martelava uma das estátuas.
Não sei bem o motivo, mas avancei na direção do garoto, algo parecia errado nele. Parecia que ele não devia estar presente naquele lugar. Antes que conseguisse perguntar alguma coisa, ele disse:
- Mas olhe só o que temos aqui... uma meio-sangue, seja bem-vinda... ah, este não é meu lar, mas logo será e você logo participará disso tudo, agora bem - estalando os dedos - descanse.
Senti a visão girar até escurecer.
avatar
Julie Yu

Mensagens : 7
Data de inscrição : 27/07/2012
Idade : 18
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Dados Pessoais
Level: 1
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Poseidon em 31/12/12, 12:46 am

Código:
Julie. Aprecio muito seu estilo de escrita e admito que seu conhecimento gramatical supera o de muitos outros players cujos textos eu li durante muito tempo. Contudo, sou extremamente exigente quanto a aceitação dos meus filhos. É até difícil contar quantas vezes eu te disse para NÃO NARRAR AS AÇÕES ALHEIAS e SEGUIR AS INSTRUÇÕES DADAS, mesmo assim, você não teve a habilidade de assimilar meus conselhos e usá-los em prol de si. Por diversas vezes, relevei e te dei mais chances, mas, como você não conseguiu aproveitá-las, meu pesar é enorme em informar-lhe o resultado de seu teste, ainda mais por ser você a primeira pretendente ao honroso título de Filha de Poseidon e possuidora de uma escrita acima da média.

Julie Yu, você foi reprovada no teste de reclamação de Poseidon.

Tente novamente numa próxima oportunidade ou faça o teste para ser reclamada por algum outro deus olimpiano, se preferir.
avatar
Poseidon
ADM's
ADM's

Mensagens : 124
Data de inscrição : 22/06/2012
Localização : Monte Olimpo

Dados Pessoais
Level: ∞
Vida:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Energia:
99999999/99999999  (99999999/99999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste Especial para Julie Yu

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum